Decreto-Lei n.º 263/90


Diário da República n.º 200/1990, Série I de 1990-08-30

Ministério da Educação

Sumário

Estabelece medidas relativas à consignação dos empreendimentos incluídos no programa especial de execução de escolas para os anos de 1990-1991 e 1991-1992. Revoga o Decreto-Lei n.º 63/88, de 27 de Fevereiro

Texto completo:


Decreto-Lei n.º 263/90

de 30 de Agosto

Na sequência do programa especial de construção de estabelecimentos de ensino definido pelo Decreto-Lei n.º 76/80, de 15 de Abril, têm vindo a ser adoptadas, com carácter temporário, medidas legislativas tendentes à simplificação das formalidades legais necessárias à respectiva adjudicação, por forma a, possibilitando a atempada conclusão dos empreendimentos, permitir o início dos respectivos anos escolares na data fixada.

Mantendo-se os condicionalismos que oportunamente determinaram a aprovação de tais medidas legislativas, torna-se assim necessário continuar a permitir a consignação de empreendimentos imediatamente após a sua adjudicação, sem prejuízo de esta ser convenientemente acautelada, e encontrando-se salvaguardada a faculdade de fiscalização da legalidade do programa especial de construção de escolas pela Inspecção-Geral de Finanças e pelo Tribunal de Contas.

Entende, assim, o Governo, em conformidade com a Lei de Bases do Sistema Educativo e tendo em vista a optimização dos recursos financeiros ora disponíveis através do Programa para o Desenvolvimento da Educação em Portugal (PRODEP), dever aperfeiçoar o regime previsto no Decreto-Lei n.º 63/88, de 27 de Fevereiro, o qual fica assim expressamente revogado.

Foi ouvida a Associação Nacional dos Municípios Portugueses.

Assim:

Nos termos da alínea a) do n.º 1 do artigo 201.º da Constituição, o Governo decreta o seguinte:

Artigo 1.º

Consignação

1 - A consignação dos empreendimentos respeitantes a instalações e equipamentos educativos incluídos no programa especial de execução de escolas, necessárias ao início das actividades lectivas dos anos escolares de 1990-1991 e de 1991-1992, bem como dos empreendimentos referentes a infra-estruturas e equipamentos desportivos e residências de estudantes dos ensinos básico, secundário ou superior, pode ser feita imediatamente após a autorização de adjudicação, sem prejuízo da posterior submissão a visto do Tribunal de Contas.

2 - O disposto no número anterior aplica-se aos empreendimentos a executar no âmbito de instrumentos de colaboração celebrados ou a celebrar com os municípios, ao abrigo do disposto no Decreto-Lei n.º 384/87, de 24 de Dezembro, com as alterações introduzidas pelo Decreto-Lei n.º 157/90, de 17 de Maio.

Artigo 2.º

Pagamento

1 - Verificada a consignação, pode realizar-se:

a) O pagamento dos trabalhos que forem sendo realizados, os quais serão liquidados a título de aditamento e garantidos pelos trabalhos executados;

b) O pagamento de adiantamentos de parte do custo do empreendimento necessário à aquisição de materiais sujeitos a flutuação de preços;

c) O pagamento de adiantamentos para a aquisição de equipamentos cuja utilização ou aplicação haja sido prevista no plano de trabalhos aprovados.

2 - O cumprimento do disposto nas alíneas b) e c) do número anterior pode ser efectuado mediante seguro-caução ou garantia bancária incondicional.

Artigo 3.º

Disposição especial

O disposto no n.º 1 do artigo 1.º e no artigo anterior é aplicável, por despacho conjunto dos Ministros das Finanças e da Educação, à consignação de empreendimentos referentes a instalações dos serviços centrais ou regionais do Ministério da Educação que visem assegurar a representação externa do País, designadamente no âmbito da Presidência Portuguesa das Comunidades Europeias.

Artigo 4.º

Norma revogatória

É revogado o Decreto-Lei n.º 63/88, de 27 de Fevereiro.

Visto e aprovado em Conselho de Ministros de 12 de Julho de 1990. - Aníbal António Cavaco Silva - Luís Miguel Couceiro Pizarro Beleza - Luís Francisco Valente de Oliveira - Roberto Artur da Luz Carneiro.

Promulgado em 10 de Agosto de 1990.

Publique-se.

O Presidente da República, MÁRIO SOARES.

Referendado em 16 de Agosto de 1990.

Pelo Primeiro-Ministro, Joaquim Fernando Nogueira, Ministro da Presidência.

Decreto-Lei n.º 157/90

Diário da República n.º 113/1990, Série I de 1990-05-17

Ministério da Saúde

Decreto-Lei n.º 263/90

Diário da República n.º 200/1990, Série I de 1990-08-30

Ministério da Educação

Decreto-Lei n.º 76/80

Diário da República n.º 88/1980, Série I de 1980-04-15

Ministérios da Educação e Ciência e da Habitação e Obras Públicas

Decreto-Lei n.º 384/87

Diário da República n.º 295/1987, Série I de 1987-12-24

Ministério do Planeamento e da Administração do Território

Decreto-Lei n.º 63/88

Diário da República n.º 48/1988, Série I de 1988-02-27

Ministério da Educação

Decreto-Lei n.º 263/90

Diário da República n.º 200/1990, Série I de 1990-08-30

Ministério da Educação

Decreto-Lei n.º 77/94

Diário da República n.º 57/1994, Série I-A de 1994-03-09

Ministério das Finanças

Decreto-Lei n.º 188/94

Diário da República n.º 153/1994, Série I-A de 1994-07-05

Ministério da Educação

Decreto-Lei n.º 212/95

Diário da República n.º 189/1995, Série I-A de 1995-08-17

Ministério da Educação

Decreto-Lei n.º 13/96

Diário da República n.º 51/1996, Série I-A de 1996-02-29

Ministério da Educação

Link externo

Esta publicação foi disponibilizada publicamente pelo Diário da República Eletrónico.
Esta página não dispensa a leitura da versão original publicada no Jornal Oficial
Anotação