Artigo

Mercado de Carbano Voluntário Pelas Empresas Brasileiras: Análise sobre a (In) Eficiência Deste Instrumento para o Meio Ambiente Ecologicamente Equilibrado

Revista Direito Ambiental e Sociedade, Vol. 8, No. 1, 83-105


Anderson Nogueira Oliveira

Sinopse:


O presente estudo tem como tema central a análise do mercado de carbono voluntário pelas empresas brasileiras. ademais, parte da problemática sobre a possível eficácia deste mercado para realização do meio ambiente ecologicamente equilibrado, tendo como marco teórico inicial o protocolo de kyoto de 1997. para isso, adota o método de pesquisa hipotético-dedutivo mediante a análise de livros, artigos científicos, legislação, além dos dados oficiais do governo federal de 2015 do “portal brasil” para chegarmos a uma conclusão cientificamente válida. partindo deste paradigma, analisa-se o mercado voluntário de crédito de carbono que surgiu com a finalidade de reduzir as emissões de gases nocivos à atmosfera, sendo esse crédito comercializado de forma regulada ou voluntariamente entre as empresas e projetos ambientais que, teoricamente, preservam o meio ambiente. contudo, tal mecanismo ainda carece de pesquisa científica, inclusive no âmbito jurídico, para compreendermos se realmente atende aos preceitos iniciais. por isso, faz-se necessário este estudo para melhor compreendermos se o mercado voluntário de créditos de carbono é realmente eficaz para a realização de um meio ambiente ecologicamente equilibrado.

Palavras-chave:


Ficha técnica

Título: Mercado de Carbano Voluntário Pelas Empresas Brasileiras: Análise sobre a (In) Eficiência Deste Instrumento para o Meio Ambiente Ecologicamente Equilibrado

Outras informações: Revista Direito Ambiental e Sociedade, Vol. 8, No. 1, 83-105

Autor(es): Anderson Nogueira Oliveira

Copyright (revista): CC BY

Decisão