Artigo

Gentrificação de áreas históricas: desenvolvimento urbano e patrimônio cultural/gentrification of historical areas: urban development and cultural heritage

Revista Direito e Liberdade, Vol. 20, No. 2, 31-52


Talden Queiroz Farias, Anny Viana Falcão

Sobre:

As parcelas centrais das cidades, algumas qualificadas como centros históricos, são representativas das marcas do desenvolvimento urbano ao decorrer dos anos. essas áreas ainda podem conservar fatores que as classifiquem como centralidade urbana (localização de instituições e infraestrutura) ao mesmo tempo em que experimentam abandono e estigmatização negativa. por serem amparadas por aparatos propícios à habitação, conservam habitantes de baixa renda que encontram nesses lugares uma forma de fruir da centralidade com baixo custo, o que por vezes é suprimido pelos processos de gentrificação ocasionado pela circulação e interesse do capital em consumir esses espaços urbanos valendo-se, também, dos bens culturais ali inseridos.

Ficha técnica

Título: Gentrificação de áreas históricas: desenvolvimento urbano e patrimônio cultural/gentrification of historical areas: urban development and cultural heritage

Autor(es): Talden Queiroz Farias, Anny Viana Falcão

Páginas: 22

Copyright (revista): CC Outro

Decisão