Artigo Referência bibliográfica

Futebol, racismo e eurocentrismo.

Revista crítica de ciências sociais, Vol. 1, No. 98 (2012)


Pedro Almeida

Esta publicação não é alojada por nós, é apenas uma referência bibliográfica. Onde posso encontrá-la?

Sinopse:


Partindo da ideia de que o futebol constitui um campo privilegiado de acesso ao estudo da realidade social, este artigo explora o papel dos média portugueses na perpetuação dos paradigmas eurocêntricos e racistas a propósito do Campeonato Mundial de Futebol realizado na África do Sul, em 2010. Depois de se analisar criticamente o atual estado do debate teórico sobre racismo e futebol, salientando‑se os limites que têm caracterizado a maior parte dos estudos, discute‑se a forma como os meios de comunicação social têm sido problematizados, relativamente à transmissão do racismo e do eurocentrismo. Ao nível empírico, o artigo centra‑se na análise dos discursos dos média, assentes na exaltação dos ‘descobrimentos’ e nas construções da africanidade, a partir das visões dicotómicas razão versus emoção e razão versus corpo. Deste modo, o futebol constitui não só uma metáfora da sociedade, como também produz, reproduz e reifica determinados valores e normas sociais, contribuindo assim para a consolidação do paradigma eurocêntrico e racista.

Palavras-chave:


Ficha técnica

Título: Futebol, racismo e eurocentrismo.

Outras informações: Revista crítica de ciências sociais, Vol. 1, No. 98 (2012)

Autor(es): Pedro Almeida

Exemplares
Univ. Lisboa | Centro de Estudos Geográficos: PP 421 IGOT
Univ. Lisboa | Fac. Direito: H0202-4 PP
Univ. Lisboa | Fac. Psic. Ciên. Educação: pp 880
Univ. Lisboa | Fac. Psic. Ciên. Educação: PP 880

Os dados desta publicação foram disponibilizados publicamente pelo Catálogo Colectivo das Bibliotecas Portuguesas - PORBASE - e pelas respetivas bibliotecas cooperantes.
Antes de se deslocar a uma das bibliotecas acima referidas, confirme que esta publicação se encontra disponível para consulta
Decisão